Wednesday, June 07, 2006

- Você considera que a Educação a Distância pode ajudar a resolver os grandes problemas educacionais no Brasil?

Não resta dúvida que a Educação a Distância apresenta uma nova forma de aprendizagem e pegando carona no pensamento do Thiago de Melo: “Não tenho um caminho novo. O que eu tenho de novo é um novo modo de caminhar.” Pensando assim, considero a educação a distância como sendo esse novo modo de caminhar. Um caminhar em plena expansão e que tem muito a contribuir com a educação brasileira.

E para me ajudar a responder tal pergunta destaco parte do artigo: EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NA UNIVERSIDADE DO SÉCULO XXI. PGM 4 - Texto 2 - Tecnologias e materiais didáticos nos cursos superiores a distância: promovendo a aprendizagem por meio da interatividade - Wilson Azevedo 2, que diz: “... a adoção da educação online no próprio ensino presencial, transformado a partir daí em semipresencial, pode representar uma dupla inovação, tecnológica e pedagógica, com alto potencial para elevar a qualidade da educação, rompendo com o quase monopólio das metodologias expositivas e instrucionistas e promovendo uma experiência de aprendizagem mais enriquecedora para os indivíduos e mais adequada às necessidades da sociedade da informação, a aprendizagem colaborativa. A virtualização de parte da carga horária, com a inclusão de atividades colaborativas online assíncronas em cursos até então exclusivamente presenciais, pode ser, como já está sendo em várias instituições de ensino no mundo (segundo pesquisa divulgada recentemente em palestra proferida no X Congresso Internacional de Educação a Distância da ABED pela profa. Linda Harasim, pioneira da educação online no Canadá – disponível na Web em http://www.sfu.ca/~bmdaly/Brazil_Slides_Edited2.ppt), uma excelente estratégia para elevar a qualidade do ensino superior.

Mas esta elevação da qualidade não é resultado automático garantido. Para que isto aconteça, é necessário capacitar PEDAGOGICAMENTE professores de nível superior para a utilização, em seu trabalho docente, de recursos de educação online colaborativa. Esta capacitação pedagógica já seria em si uma grande conquista, posto que nem para o ensino presencial professores universitários são convenientemente preparados”.

Vale destacar também o importante papel do aluno, neste tipo de aprendizagem, que na minha opnião deve ter um comportamento mais responsável e altamente motivado para obter os conhecimentos desejados com ou sem a orientação de uma instituição de ensino.

Existem muitas são razões, por ele justificada, para buscar o ensino à distância: falta de tempo, distância, finanças, oportunidade de fazer cursos e a possibilidade de entrar em contato com outros estudantes de diferentes classes sociais, culturais, econômicas e experimentais. Como conseqüência ele ganha não só conhecimento, mas também novas habilidades sociais, incluindo a habilidade de comunicar e colaborar com colegas largamente dispersos, quem ele pode nunca ter visto. Tudo isso contribui para o seu crescimento pessoal.

Portanto, considero que um curso a distância pode ser tão bom quanto, ou até mesmo melhor que o curso exclusivamente presencial. Como disse no começo, a educação a distância é um novo caminho que pode mudar a realidade eduacional do país e quem sabe assim, ser capaz de ajudar a resolver os grandes problemas relacionados ao ensino.


Wednesday, May 24, 2006

Oi turma,

Escolhi este artigo "Educação inovadora presencial e a distância, de José Manuel Moran (jmmoran@usp.br), pois como havia gostado de um outro texto, deste mesmo autor, achei que seria uma boa contribuição, principalmente porque ele apresenta idéias que podem despertar o interesse daqueles que estão atuando em sala de aula.

Um abraço,
Eveline


Monday, May 22, 2006

Oi pessoal,

Fazendo uma visita pelo blog da Adriana de Oliveira ( http://intereducacao.blogspot.com/) deparei com um texto de José Manuel Moran que fala sobre: O que é um bom curso a distância?

Como o título chamou minha atenção, até mesmo porque tenho curiosidade em saber mais sobre o assunto resolvi dar uma lida.

É um texto muito interessante, de fácil leitura e que me fez perceber que vários são os fatores que contribuem para que um curso seja bom.

Acho que o sucesso de qualquer curso está relacionado com todas as pessoas envolvidas (diretores, coordenadores, professores, alunos e os demais funcionários); com o nível de interesse; com o material escolhido; com a proposta do curso; com o entusiasmo dos participantes; com desejos, metas, motivações e com o propósito na vida de cada um.

Comparo tudo isso com um tijolo que faz parte de uma construção. Dependendo da qualidade e da maneira com que é colocado poderemos conhecer o tipo de construção. Assim também acontece na educação, dependendo do tipo de contribuição que cada um está disposto a compartilhar trará um resultado satisfatório ou não.

Quando a aprendizagem se transforma em experiências significativas é porque o curso valeu! Como disse o autor: “Bom curso é aquele que guardamos no coração e na nossa memória como um tesouro precioso”.

Portanto, um bom curso é aquele que acrescenta alguma coisa positiva dentro de cada um de nós.